Os Elementos que Influenciam no Processo de Compra por meio do Instagram no Mercado de Moda

Autores

  • Isadora Murta Valente Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Bruno Medeiros Ássimos Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUCMinas)

Palavras-chave:

Instagram; Moda; Comportamento do Consumidor

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo levantar e compreender as estratégias de uso do Instagram que mais influenciam no processo de compra do consumidor no mercado de moda, uma vez que a plataforma se comporta como uma vitrine virtual que estimula os consumidores a comprar. Para a realização desta pesquisa, n=826 consumidores responderam a um questionário embasados em discussões mercadológicas e nas estratégias disponibilizadas pelo Instagram. Os dados foram analisados por meio de análises estatísticas diversas, especialmente a regressão múltipla. Como conclusão, identificou-se que o modelo proposto é capaz de explicar 53,9% da variação no desejo de comprar no Instagram. Além disso, percebeu-se a forte influência dos influenciadores digitais, responsáveis por quase 50% da saída da variável dependente, o que é bastante significativo e se apresenta como um desafio para as empresas que possuem baixa disponibilidade para realizar a contratação e/ou parceria com esses profissionais.

Referências

Aragão, F et al. (2016). Curtiu, comentou, comprou. A mídia social digital Instagram e o consumo. Revista Ciências Administrativas, 22(1), pp.130-161.

Bowerman, B. L, & O’connell, R. T. (1990). Linear statistical models: an applied approach. 2a ed. Belmont (CA): Duxbury.

Bretzke, M. (2010). Comportamento do cliente. In: DIAS, S. R. (Coord.). Gestão de marketing. 2. ed. São Paulo: Saraiva. p. 37-94.

Campos, G. E., & Costa, H. (2016). Caracterização dos perfis comerciais na rede social Instagram. In: XXXVI Congresso da Sociedade Brasileira de Computação, 2016. Porto Alegre.

Cohen, J. (1988). Statistical power analysis for the behavioral sciences. 2.ª ed., Hillsdale: Lawrence Erlbaum Associates.

Costa, M. et al. (2014). Curtir, Comentar, Compartilhar: o Impacto da Tipologia da Postagem sobre a Interação do Cliente com a Marca na Rede Social Virtual. In: Encontro da Divisão de Marketing da ANPAD, Gramado. Anais... Rio Grande do Sul: ANPAD, 2014, p.1-16.

Costa, T. S. R. M. (2015). Estudo da utilização das mídias sociais no desenvolvimento de coleções de moda. Dissertação (Mestrado em Têxtil e Moda) - Escola de Artes, Ciências e Humanidades, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2015.

Dantas, B. L. L., & Abreu, N. R. (2020). An analysis of the influence of the conspicuous consumption of fast fashion on identity construction on Instagram. RAM. Revista de Administração Mackenzie, 21(5), eRAMG200043. Epub September 21, 2020.

Echosis. (2018). Instagram Insights: Como devo usar para mensurar resultados. Disponível em: https://www.echosis.com.br/Instagram-insights-mensurar--resultados/. Acesso em: 20 ago. 2019.

Field, A. (2009). Descobrindo a estatística usando o SPSS, 2. ed., Porto Alegre: Artmed.

Furtado, M. K. S., Medeiros, H. S., & Diniz, J. M. A. (2020). Feeling of Envy on Social Media and the Consumption of Fashion. Caderno Profissional de Administração da UNIMEP, 9(1), 258-279.

Gabriel, M. (2010). Marketing na Era Digital: conceitos, plataformas e estratégias. São Paulo: Novatec.

Hair Jr., J. F., Anderson, R. E., Tatham, R. L., & Black W. C. (2005). Análise multivariada de dados, 5ª ed. Porto Alegre: Bookman.

Hinerasky, D. A. (2014) O Instagram Como Plataforma De Negócio de Moda: dos “itbloggers” às “it-marcas”. Congresso Internacional em Comunicação e Consumo, IV, São Paulo, SP. Anais...

Instagram. (2020). Como usar o intagram. 2021. Disponível em: https://help.Instagram.com/. Acesso em: 20 ago. 2019.

Luiz, G. V., & Silva, N. M. (2017). Escala de comportamento de compra: desenvolvimento e validação de um instrumento de medida. Revista Brasileira de Economia Doméstica, Viçosa, v. 28, n.1, p.180-200.

Marcos, P. S., Pérez, C. C., & Molpeceres, A.M.V. (2020). Hacia un cambio en el sector de moda y lujo. Del dominio del influencer a la marca: Gucci, Loewe y Margiela. Revista de Comunicación, 19(2), 263-284.

Martins, B. I., Albuquerque, L. C. E., Neves, M. (2018). Instagram Insights: Ferramenta de Análise de Resultadoscomo Nova Estratégia de Marketing Digital. In: XX Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste, 2018. Anais Intercom.

Montgomery, D. C.; Peck, E. A.; Vining, G. G. (2006). Introduction to linear regression analysis. John, Wiley and Sons, Inc., New York.

Oliveira, J., & Jardim Neto, Á. C. (2018). Marketing digital como influenciador de moda. South American Development Society Journal, 4(11), pp.254-265.

Silva, S. F., & Barros, L. (2015). Marketing digital: o uso do Instagram na divulgação do evento: O Maior São João do Mundo em Campina Grande-PB. Temática,11(11), pp. 99-113.

Silva, K. L. S., & Rios, J. R. A. C. (2016). Marketing Digital: A influência do grátis do século XXI na geração de microempreendedores online no Instagram. In: Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste, Caruaru. Anais do XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Nordeste, 2016.

Solomon, M. R. (2010). Comportamento do Consumidor: Comprando, Possuindo e Sendo. 9ª edição. Porto Alegre: Bookman, 2010.

Tonin, G.; & Silva, R. D. O. (2017). O uso do marketing digital no campo das marcas de moda. 13 Colóquio de Moda, São Paulo, pp.1-15.Torres, C. (2012). Marketing digital: como influenciar o consumidor no meio virtual. GV Executivo, 11(2),pp. 58-61.

Weidlich, M. T. (2014). A informação de moda da revista vogue na rede social Instagram: Um estudo sobre novos modelos de produção e difusão de conteúdos de moda sob o viés da convergência midiática e da cultura participativa. 2014. 196 f. Dissertação (Mestrado) – PUC-RS.

Wheelan, C. (2016). Estatística: O que é, para que serve, como funciona. 1ª Ed., Zahar

Downloads

Publicado

2022-06-30

Como Citar

Valente, I. M., & Ássimos, B. M. (2022). Os Elementos que Influenciam no Processo de Compra por meio do Instagram no Mercado de Moda. International Journal of Business Marketing, 7(1), 66–77. Recuperado de https://ijbmkt.org/ijbmkt/article/view/222

Edição

Seção

Artigos